quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Boas Festas!


Em época de Natal, quero desejar Festas Felizes a todos quantos passam por aqui, muito especialmente aos amigos com quem mais tenho contatado através do(s) blogue(s).
Faço-o com este Retábulo da Natividade que está em exposição no Museu Nacional de Machado de Castro, em Coimbra.
Não é obra em pedra de Ançã, nem sequer é portuguesa, mas, tendo tido origem em Antuérpia no século XVI, faz  parte do nosso património há séculos, tendo sido recuperada do Colégio das Ursulinas em Coimbra.
Como se percebe, é um retábulo em madeira policromada  representando a Adoração dos Pastores ao Menino Jesus. É a celebração do nascimento de uma criança, o símbolo da renovação e da esperança em cada ciclo de vida, esperança de que todos nós estamos tão necessitados... 
A representar o meu Natal e porque também há um Menino Jesus cá em casa, deixo aqui este amoroso Menino,  num trabalho artesanal com que uma amiga me presenteou e que foi a minha primeira oferta de Natal deste ano.


Um bem haja para essa amiga e votos de muita saúde e alegria para todos, porque, pelos vistos, o fim do mundo foi adiado!!!


16 comentários:

  1. Maria Andrade retribuo os votos de Boas Festas com muita saúde para si e todos os seus - o seu Menino Jesus - no caso Gabriel deve estar uma gracinha. Com certeza fez o presépio à antiga com figurinhas de barro para ele se deliciar a mexer e remexer...
    Beijos
    Isabel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Mª Isabel, o Gabriel é o meu Menino Jesus ;)
      Continua um doce, só que tive-o cá em casa uns dias, doentito, e fiquei sem tempo para nada. Só hoje comecei a montar o presépio tradicional.
      Mais uma vez, votos de Festas Felizes para si e família.
      Bjs.

      Eliminar
  2. Olá Maria
    O Retábulo da Natividade que nos mostra, do extinto Convento das Ursulinas de Coimbra, pode ter sido um dos muitos que se encomendaram da Flandres, através das feitorias de Bruges e de Antuérpia. Estas serviam de entreposto comercial - venda de especiarias e açúcar e compra de obras de arte, muitas vezes encomendadas pela Coroa, nobreza e mesmo instituições religiosas.
    Felizmente restaram alguns exemplares, quer de retábulos, quer de arte sacra, que não se perderam na voragem dos tempos.
    Votos de Boas Festas.
    if

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara If,
      Muitas vezes me intriga o trajeto percorrido por estas obras de arte, desde a sua origem até aos nossos dias.
      Neste caso, parece que o Convento das Ursulinas nasceu no séc. XVIII, na vila de Pereira, dedicando-se à instrução feminina; mudou-se depois para Coimbra, onde tomou o nome de Real Colégio Ursulino das Chagas, mas só ali durou algumas décadas. Ora o retábulo, bastante anterior a este processo, em que época e em que circunstâncias terá dado entrada no convento? Será que há registos?
      Quem dera que estes objetos pudessem contar a sua história! Daria com certeza uma leitura muito interessante!
      Obrigada pela visita e pelos votos de Boas Festas, que retribuo.

      Eliminar
  3. Olá Maria Andrade
    Gostei muito do retábulo que no mostra. Uma representação do nascimento de Jesus com todos as figuras que nos habituamos a ver e a acreditar que foi assim que aconteceu.
    Um Bom Natal e um Feliz Ano Novo para si e família.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É realmente uma bela peça, Maria Paula, e vista ao vivo, impressiona pela beleza da escultura e das cores. Tem que vir até cá abaixo... :)
      Também lhe agradeço os simpáticos votos que aqui deixou - é o que desejo para si e para os seus.
      Bjs.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Desejo-te continuação de Festas Felizes, Princesa,
      e um Bom Ano Novo.
      Beijos

      Eliminar
  5. Boas festas, também para si.
    Jorge Pereira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, caro Jorge Pereira.
      Que tenha, que tenhamos todos, um bom 2013!
      Cumprimentos

      Eliminar
  6. Bonito retábulo e muito a propósito da quadra natalícia. Há uns anos vi uns retábulo deste tipo na exposição dos Tesouros do Museu Nacional de Varsóvia, que esteve patente no MNAA.

    Quanto ao percurso do retábulo deve ser uma coisa fascinante. Talvez tivesse pertencido à família de uma grande dama fidalga e que depois da sua morte o tenha deixado às Ursulinas. Mas, isto já sou a imaginar.

    A continuação de boas festas para si e os seus

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luís,
      Só hoje comecei a sair de uma espécie de recolhimento natalício semi-forçado ;) Aos poucos, vai-se voltando às rotinas, também aqui no blogue.
      Sei que lhe passam à frente dos olhos alguns tesouros excecionais, eu tenho um pouco mais de trabalho para os ver... mas estou muito contente por ter agora perto de mim as belas coleções do MNMC já em exposição, de que este retábulo é apenas um exemplo.. Há lá peças fabulosas!
      Desejo-lhe sobretudo que entre bem no malfadado 2013 e que tenhamos a sorte de haver engano nas previsões...
      Bjs.

      Eliminar
  7. Olá Maria Andrade

    Tarde, pois só à pouco voltei de Vilartão, mas mesmo assim não quero deixar de lhe desejar a continuação de Boas Festas e um Bom Ano Novo, especialmente cheio de saúde.
    Gostei imenso do retábulo e de mais este post, como sempre.

    Um abraço
    Joaquim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Joaquim Malvar,
      Muito obrigada pela sua simpática presença aqui e pelos votos que me endereça.
      A nível pessoal e familiar desejo-lhe também um ótimo 2013.
      Um abraço

      Eliminar
  8. Cara Maria,
    what a sweet manger scene you share with us. And the Baby Jesus is so lovely made. I hope you had a wonderful Christmas time and I wish you a healthy, blessed and happy New Year.
    Best greetings,
    Johanna and Wiskicat

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thanks Johanna, for your visit and lovely words.
      I know you had a special Christmas this year and I wish the New Year will bring you all the joy and happiness you deserve and hope for.
      Hugs

      Eliminar