segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Chá com paisagens "Cantão" - Tea with "Canton" landscapes



Hoje estou de regresso aos chás de terça-feira, para me associar à festa do 5º aniversário de Tea Time Tuesday. Resolvi assim responder ao convite da Sandi do blogue Rose Chintz Cottage, uma incansável anfitriã destes eventos semanais à terça-feira, que nos desafiou a participar com a nossa chávena ou bule favorito.


Confesso que no meio de tantas chávenas que já aqui usei para o chá (e mais algumas que ainda não tiveram oportunidade de se mostrar :)) teria dificuldade em escolher a minha preferida, mas há um motivo decorativo que está entre os meus favoritos em qualquer tipo de loiça: o "Cantão" a azul e branco.

Assim, combinei o meu último achado em bules, um exemplar de peso - literalmente falando! - em porcelana chinesa, com duas chávenas em porcelana da Vista Alegre, uma para chá e outra para quem preferir tomar café ;), usando como tabuleiro uma travessa em faiança de estilo inglês, com uma marca misteriosa, de que já aqui falei.




O bule não está marcado, mas aquela porcelana vítrea e pesada, assim como toda a decoração, não oferecem grandes dúvidas de que se trata de porcelana chinesa, talvez do final do século XIX.
A chávena de chá, não apresentando um típico motivo Cantão, foi decorada com paisagem e figuras orientais e cercaduras a condizer, na chávena e pires do serviço Kasumi. Tem o formato London shape, criado pelos ceramistas ingleses do início do século XIX, mas depois adotado por muitos fabricantes de porcelana europeus e também chineses.




 Esta marca foi usada pela Fábrica de Porcelana da Vista Alegre em apenas um ano, 1980, permitindo assim dar à chávena e pires a simpática idade de 35 anos.
A chaveninha e pires de café, encontrei-os há muitos anos no "Rastro", a feira de velharias de Madrid, e muito surpreendida por ver ali este exemplar de porcelana portuguesa, lá a trouxe como "recuerdo" dessa viagem.




 O formato da chávena, num motivo Blue Canton da Vista Alegre, com aquela asa tão caraterística, é bem a cópia do formato mais usual para café na porcelana chinesa de exportação, já que para o chá os orientais usavam as delicadas tacinhas sem asa, como as que trouxe aqui para o chá... já lá vão quase dois anos!



Esta marca da Vista Alegre foi usada de 1971 a 1980, neste caso associada à marca da firma americana Mottahedeh, para quem a VA fabricou não só o Blue Canton, mas também outros modelos de porcelana, sempre boas reproduções da porcelana chinesa de exportação.


Aqui está a travessa, com uma paisagem Cantão muito estilizada, agora transformada em tabuleiro para o chá :) e a seguir a marca que ainda não consegui decifrar.


Para esta combinação de peças, inspirei-me no tabuleiro de chá que sobressai bem ao centro da magnífica pintura de Eduardo Viana, "Interior", de 1914, que faz parte da coleção do Museu do Chiado em Lisboa.


Resta-me dar os parabéns à Sandi e agradecer-lhe por estes cinco anos de atividade como anfitriã do Tea Time Tuesday, permitindo uma agradável partilha de imagens  e de saberes à volta do chá e das coisas a ele associadas.
Também me vou associar a Tuesday Cuppa Tea da Ruth W, sempre com partilhas muito interessantes, de que tinha perdido o rasto, e ainda estou à espera dos contributos desta semana da Martha e da Terri de Tea Cup Tuesday, o primeiro destes eventos a que me associei, já lá vão quase quatro anos!!!


24 comentários:

  1. These are so sweet. I like the old Chinese Canton pattern and blue and white is a classic colour I think. You have some lovely pieces. Pamela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yes, Pamela, this is a favourite of many of us and I finally could gather some blue and white Canton china to share for tea.Thanks for your nice visit. Hugs

      Eliminar
  2. You have a wonderful collection of china - that is so sweett!

    I love that painting too- looks great with your lovely tea set.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hi Michele, I do welcome you here after all this time!
      I love the painting, too, it was very inspiring for today's collection of china. Have a great week!

      Eliminar
  3. Hello dear Maria,
    I am so happy to have you join me for tea this week! Your blue and white Canton set is very pretty. Blue and white is so classic and always looks charming on a table or tea tray. The cup has such a cute shape. Thank you for helping me to celebrate and have a wonderful week, my friend.

    Blessings,
    Sandi

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. I missed joining you for these lovely tea meetings, dear Sandi, but I don't often find the time to do it. I'm glad you liked the blue and white china I selected for this special tea.
      Congratulations, dear friend, and thanks for hosting Tea Time Tuesday for all these years.I wish you a wonderful week, too. Hugs

      Eliminar
  4. Que poderia eu dizer, ignorante que sou, como elefante numa loja de porcelanas..:-) Gostei muito.
    Destaco, também, este quadro de Viana, que eu desconhecia.
    Uma boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, APS!
      Ainda bem que gostou das porcelanas para o chá, embora não seja esta a sua especialidade... ;)
      Gosto muito da pintura de Eduardo Viana... e permito-me pensar que ele tinha gostos semelhantes aos meus no que toca à cerâmica.... ;) Obrigada pela visita.

      Eliminar
  5. I love blue and white and Old Canton is one of my favorites. I love the story behind the decoration. Lovely set. Happy Tea Day!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hi Snap! It's been such a long time! Yes these decorations often have old stories associated, like the one about the willow pattern, after all a Canton landscape. Thanks and Happy Tea Day to you. too!

      Eliminar
  6. What a lovely collection! Blue and white is always perfect. What lovely photos!
    Ruth

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hi Ruth
      I've lost track of your blog, it doesn't show on my reading list, but today, through the link here, I managed to find your interesting post :) Thanks for coming to visit. Hugs

      Eliminar
  7. É muito interessante que fizesse esta ligação a Eduardo Viana, um dos modernistas mais importantes, tendo sido próximo de Souza-Cardoso, Almada e Dórdio Gomes, para citar aqueles que mais mexem comigo, e que fazem esta vaga de fantásticos artistas que em Portugal marcaram uma geração.
    Esta obra é anterior à amizade que liga o pintor aos Delaunay, e que nele se traduz no orfismo, que aqui está ausente. Deu lugar às obras que admiro profundamente.
    Mais tarde terá ligações ao fauvismo, que se traduz em obras muito interessantes. É quase como uma pedrada no charco.
    Já estamos longe do academismo oitocentista ... felizmente!

    Quanto à suas cerâmicas, são absolutamente do meu gosto, seria difícil que assim não fosse, pois este motivo é-nos tão caro.
    O facto do bule ser oriental constitui mais uma prova que no oriente se continuava a produzir padrões destinados à clientela europeia, pois duvido muito que os chineses achassem este desenho próximo da sua tradição, que é muito simples e dotada de grande simbolismo.
    Uma boa semana
    Manel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Manel, este formato de bule denota bem a opção dos chineses por fabricar ao gosto da clientela europeia. E é essa combinação da forma europeia com a decoração oriental numa porcelana inconfundível que eu acho que torna as peças mais singulares e interessantes.
      Do que conheço da pintura de Eduardo Viana atraem-me os temas, as formas, as cores e nesta aprecio tratar-se de uma natureza morta com presença humana, provavelmente pintada já cá em Portugal depois do regresso de Paris. Veem-se aqui motivos da arte popular que saía das olarias do Minho, como aquele grande prato que tão bem conhecemos da faiança portuguesa , assim como o jarro verde vidrado. São motivos que depois retoma já no período de influência dos Delaunay como no “Rapaz da Louça”, de que também gosto muito.
      Obrigada pelo contributo que aqui trouxe, apesar de eu saber que não se encontra na melhor forma...
      Um abraço e rápidas melhoras.

      Eliminar
  8. So very beautiful dear friend. Love this set. Have a wonderful week. Blessings, Martha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thanks, Martha, for your visit and for your nice words.
      I wish you a great week...or what is left of it. :)
      Hugs

      Eliminar
  9. Blue and white is such a classic combination, and your set is lovely.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Welcome in my blog, Deborah! I'm glad you liked the blue and white china I picked for this week's tea. Best wishes!

      Eliminar
  10. Há muito tempo que não recebia na sua casa para os seus já célebres chás de terça-feira.

    A associação com a pintura de Eduardo Viana foi extremamente feliz. A pintura é sempre uma boa fonte de inspiração para a fotografia.

    O seu post mostra bem o fascínio pela China e a trocas entre o Ocidente e o o Oriente, em que a certa altura já não sabemos quase quem é que copia quem. O Cantão é um dos melhores exemplos disso. No fundo, o Cantão uma chinoiserie encomendada pelos Europeus na China e que depois volta a ser copiado na Europa.

    Sei que durante muito tempo a Vista Alegre exportava muito para Espanha. Ainda me lembro de ver anúncios da Vista Alegre nos anos 70 e 80, nas revistas espanholas de amenidades, como a !Hola!, que os portugueses das cidades das cidades da raia tanto gostavam comprar quando iam a Vigo, Ourense, Verin ou Salamanca, para ver os vestidos da Isabel Presley, as desgraças da Isabel Pantoja ou as casas da Duquesa de Alba.

    bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Luís, este é o meu terceiro chá virtual desde há mais de um ano! Agora só encontro motivação em datas comemorativas ou a responder a desafios lançados pelas minhas parceiras de além mar ... e neste caso o meu bule Cantão deu uma ajuda ;) Aqui aparecem vários elementos do "Willow", resta saber se houve influência vinda dessa "criação" inglesa ou se são simplesmente os motivos Kangxi com cenas ribeirinhas, repetidos bastante mais tarde...
      Acho sempre muita piada às associações que faz num registo mais humorístico, neste caso com as frivolidades que sempre se consumiram por cá vindas do jet set de nuestros hermanos... :)
      Desejo-lhe uma boa semana.

      Eliminar
  11. E então? Quando é o próximo chá??

    Os seus seguidores lamentam o seu silêncio

    Um abraço e não desista

    ResponderEliminar
  12. As coisas não têm andado nada famosas por estes lados, querido amigo. Primeiro foi a minha mãe com mais uma situação de doença, a exigir cuidados e internamento. Depois calhou-me a mim ficar “de molho” e ainda não tenho ordem para sair de casa. Como pode imaginar, não sobra ânimo para chás online ou sequer para estar muito por aqui...
    Qualquer dia dou notícias ;)
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Maria,
    Gostei da sua escolha. Também sou amante de chá. Tenho uma colecção de bules, neste momento parada pela falta de espaço.
    Adoro todos os artefactos e ritos do chá. A sua escolha agradou-me muito pois o Oriente fascina-me.
    Obrigada pela sua visita. Tenho pena de não ter encontrado a exposição sobre Soror Mariana Alcoforado quando visitei o convento de Nossa Senhora da Conceição.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana!
      Gostei de saber que também se encanta por estas coisas do chá. Eu andei sempre mais na onda das chávenas, mas aos poucos, por acréscimo, também comecei a acumular bules e agora já por aqui há um número considerável, assim como outras peças ligadas ao ritual do chá.
      Quanto à Soror Mariana, perdeu realmente uma boa exposição no convento onde ela viveu desde criança, mas já lá vão mais de dois anos!
      Beijinhos... e volte sempre!

      Eliminar