terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Motivos com rosas em porcelana inglesa antiga - Rose motifs on early English china


Esta semana, em resposta ao desafio lançado pela Sandi de Rose Chintz Cottage,  blogue que está a comemorar dois anos de existência, trouxe para o chá de Tea Cup Tuesday e Tea Time Tuesday peças de porcelana inglesa já bicentenárias, decoradas com rosas.
São tacinhas e pires fundos, modelos muito típicos dos primeiros tempos do fabrico de porcelana em Inglaterra, que, como já aqui referi, seguiam de muito perto as formas e as decorações da porcelana chinesa, neste caso a porcelana Família Rosa, que chegava à Europa através das Companhias das Índias Orientais.




Esta taça e o pires não têm qualquer marca, mas com um pouco de pesquisa na internet identifiquei o motivo como sendo o padrão 311, introduzido pela fábrica de porcelana New Hall em 1795-1800.
Os vários padrões introduzidos iam sendo numerados e registados em livros, os famosos "pattern books", sendo esta fábrica considerada pioneira nesse processo de  numeração e registo, que hoje ajuda a identificar e a datar porcelanas sem marca.
As duas peças foram compradas em Londres, muito baratas considerando a valorização que têm em Inglaterra, numa feira de antiguidades e velharias que se realiza à segunda-feira no Jubilee Market, um mercado coberto junto a Covent Garden.
Entretanto, estando para mim já firmada e fundamentada a atribuição deste padrão a New Hall, qual não é o meu espanto quando encontro um conjunto de taça e pires exatamente igual no Museu Victoria & Albert, atribuído a Coalport e datado de 1805-1814.
Houve cópia entre fábricas? Houve engano de estudiosos? Vá-se lá saber...


Por sua vez este pires sem chávena e sem marca, apresenta o padrão 172 da New Hall, datado de 1785. Dei com os olhos nele num antiquário em Coimbra e lá trouxe mais este tesourinho para casa por um preço muito acessível.
Para quem se interessa por porcelana inglesa antiga, o nome New Hall é incontornável. Não atingiu os picos de excelência em porcelana que se reconhecem noutros nomes como Worcester ou Derby, mas teve, ao longo de cerca de 50 anos de existência, uma produção muito variada com motivos simples e despretensiosos mas muito agradáveis à vista, destinados à mesa da classe média.
O seu iniciador foi Richard Champion, um comerciante de Bristol que, depois de conhecer o fracasso comercial no fabrico de porcelana em Bristol, se estabeleceu em Shelton, no Staffordshire, em 1781 e aí iniciou com sucesso o fabrico de porcelana híbrida de pasta dura, com vários sócios que conseguiu graças ao apoio e prestígio de Josiah Wedgwood, (na altura mais interessado no fabrico de faiança fina de vários tipos).
Só na segunda década de oitocentos esta companhia introduziu a bone china, a fórmula de porcelana tipicamente inglesa, mais branca do que a anterior, e foi também nessa altura que começaram a usar marcas, tendo continuado a laborar até aos anos trinta do século XIX.




 Esta segunda taça com o pires, embora com um motivo do tipo New Hall, apresenta um número de padrão em fração, o que exclui logo a possibilidade de serem  desse fabrico, já que New Hall não usou o sistema de números fracionários, sistema esse que eu já expliquei num outro post. Poderá ser Coalport ou mais provavelmente Ridgway, das primeiras décadas do séc. XIX.
O 2 como numerador deve corresponder à segunda série de numeração iniciada a partir do número 1000, o que significa que este será o padrão 1918. O número 5 deve ser um símbolo de pintor porque no pires é substituído por três pontinhos.
A compra destas peças, ambas com defeitos, tem a sua história. A tacinha, com um cabelo pouco visível, foi comprada há anos, já não me lembro onde, mas sei que me custou 10 €. Há cerca de um ano encontrei em Algés o pires, partido e colado, pela módica quantia de 1€.
De vez em quando há horas de sorte!!!

Mais uma vez, a maior parte da informação que aqui partilho sobre porcelana inglesa baseia-se na leitura de um livrinho precioso que já aqui mostrei, com o título "English Porcelain" de John Sandon.

20 comentários:

  1. Oh my goodness Maria Andrade, how gorgeous this English china is! You always make me so happy with your beautiful porcelain, actually, stunning! You always enlighten us about them too, but I also love Portuguese china too. Thanks for sharing and have a nice evening.
    FABBY

    ResponderEliminar
  2. Dear Maria Andrade,
    I imagine, that every china maker produced cups some with roses. You show us some really antique and beautiful treasures and as usually you share so many interesting informations. Thank you so much for this interesting post.
    Best greetings, Johanna + Wiskicat

    ResponderEliminar
  3. Very pretty rose china. I love New Hall...but then I love most English china! Thanks so much for sharing.
    Cheers!
    R

    ResponderEliminar
  4. Maria Andrade,
    Este é um dos conjuntos mais lindos que você já publicou! Fiquei maravilhado.
    abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fábio,
      Que bom que gostou destas pecinhas de porcelana inglesa antiga!
      Eu também acho estes modelos encantadores e fico contentíssima quando os encontro à venda, ainda por cima a preços muito acessíveis.
      Um abraço também para si.

      Eliminar
  5. Oh I do love these pieces! The stylized roses are amazing. Such vibrant colors. Very interesting reading too! Thanks so much for sharing with us.
    Hugs,
    Terri

    ResponderEliminar
  6. Hi Maria,
    These are simply wonderful pieces you have shared today. The roses are lovely and I so enjoy the history you share with each piece. It makes for a very interesting post. Thank you, my friend, for joining me for my Tea Time 2nd Birthday celebration. It's lovely to have you.

    Blessings,
    Sandi

    ResponderEliminar
  7. Maria, thank you for your kind comments about my tea cups! The cup that you love the most does not have a backstamp. I wish it did!
    Here is the url of the post I originally did on this cup. So you can see more images of it.
    Hugs,
    Terri
    http://artfulaffirmations.blogspot.com/2010/06/tea-cup-tuesday-beauty.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much, Terri, for coming back here and leave the link for the post about that exquisitely beautiful cup.
      I've just been there and left a comment telling you what I think about that pattern number, assuming that it's English... which is not certain.
      Hugs

      Eliminar
  8. The antique cups and saucers as so special. The English china has so much history from New Hall, Worcester, Derby, Wedgwood, Chelsea, plus Spode. Thank you for sharing part of your collection and the different countries of their origin. Happy Tea Party. Pam

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Welcome in my blog, Pam!
      I'm glad we share this interest for English antique china, with all its famous makers.
      Thanks for your visit and comment.
      Hugs

      Eliminar
  9. Hi: What beautiful cups! My favorite is the last one with the roses. It is just stunning! Have a great week. Blessings, Martha

    ResponderEliminar
  10. Que charme as suas chávenas ce chá. Os motivos são delicados e muito bem pintados. Aprecio também a graça de ainda não terem pega, pois ainda estão próximas dos modelos do oriente. De facto a pega é uuma invenção estupenda, que nos permite tomar chá, sem nos queimarmos.


    O seu texto está muito bem escrito e fundamentado e julgo que vai ser muito útil a quem anda a fazer pesquisas na net sobre porcelana. Haverá outro site em português com tanta informação sobre porcelana? Claro, há nosso Fábio, mas esse está mais centrado no Brasil.

    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigada, Luís, pelo estatuto que me atribui nesta comunidade de blogues, mas a verdade é que adoro falar sobre porcelanas.
    É uma área que investiguei durante anos, tenho alguns livros ingleses sobre o assunto e por isso sinto que piso terreno seguro quando falo destas coisas, ao contrário do que me acontece com a faiança portuguesa.
    Sobre porcelana europeia há muitos estudos feitos e publicados, já há muito tempo, e havendo interesse e disponibilidade, consegue-se encontrar a informação que procuramos.
    Também gostei muito de saber que apreciou estas minhas tacinhas.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Os desenhos que apresentou são de uma qualidade a toda a prova!
    Delicados, sofisticados e elegantes, como só os ingleses deste período sabem sê-los.
    E a Maria Andrade tem um gosto ao qual tais peças não poderiam escapar pela certa! Fico encantado, apesar de cheio de vontade de as ter :-)
    Devo dizer-lhe que em Estremoz têm aparecido várias peças deste período com alguma frequência errática, mas vão aparecendo. Só no último mês devo ter adquirido cerca de dois conjuntos deste tipo, se bem que não tão ricamente decorados.
    Um grande agradecimento pela informação adicional com que completei a que tinha feito inicialmente, para as identificar.
    Manel

    ResponderEliminar
  13. Olá Manel,
    Cada vez me desperta mais o interesse por visitar essa feira de Estremoz!!! :)
    Bem, mas eu vou encontrando coisas destas noutros locais e assim essas ficam por sua conta, para também se ir deliciando e aumentando a sua coleção.
    Gosto de saber que há pessoas a partilharem comigo estes gostos. Assim, um dia, mais ano menos ano :) estou certa que me vou deslumbrar com a sua coleção de faianças e porcelanas inglesas.
    Abraços

    ResponderEliminar
  14. Ai Maria Andrade, não é coleção, mas sim um conjunto de coisas que gosto e que tenho dinheiro para adquirir. Não consigo ter disciplina para ser colecionador, nem conhecimento suficiente tão pouco, pois disperso-me sempre por uma miríade de campos.
    Manel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, esse também é o meu problema, a dispersão, o que é fácil de ver através do blogue :)
      Mas são todos estes interesses muito variados que dão bastante cor à nossa vida, não acha?

      Eliminar
  15. Boa noite.
    Peço desculpa por estar a incomodar mas na pesquisa que tenho vindo a efectuar na internet, com vista a identificar e com isso ter a real noção do valor de algumas peças que possuo, deparei com este seu interessantíssimo Blog.
    Constato que tem grande interesse por estas matérias e um vasto conhecimento delas também... Assim sendo, tomo a liberdade de solicitar ajuda no que toca à identificação de uma "saladeira" (não sei bem se o será...) que encontrei há dias escondida num armário a servir de arrumação para pequenas tampas e rolhas de cortiça... Como não sei como enviar a foto, refiro apenas que no fundo tem escrito algo que me parece CÉBOL... Fiz uma procura intensiva na net mas, ou não sei fazê-lo adequadamente ou não existe informação... Se me pudesse ajudar ficar-lhe-ia imensamente grata. Mais uma vez as minhas desculpas e os meus agradecimentos pela atenção.
    Maria Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas palavras de apreço do seu comentário.
      Quanto à sua peça de faiança, a marca que me ocorre é a da Cesol, uma empresa de Coimbra que esteve ativa algumas décadas do séc. XX. Compare com a marca de uma peça apresentada pelo blogue "Memórias e Arquivos da Fábrica de loiça de Sacavém" de que deixo aqui o link:
      http://mfls.blogs.sapo.pt/outras-fabricas-outras-loicas-ccix-314842
      Cumprimentos

      Eliminar